home Startup 5 Razões para NÃO ser um empreendedor

5 Razões para NÃO ser um empreendedor

1. Rendas inconsistentes

Na minha experiência, isso é um dos pontos mais complicados que muitos empreendedores iniciantes tem que lutar para se adaptar. Com um trabalho regular, você sabe exatamente quanto vai ganhar mês a mês e com isso pode manter um orçamento pessoal com maior facilidade. Ao iniciar um negócio próprio você não tem esse luxo pois cada mês os rendimentos podem variar e com isso o seu estilo de vida e necessidades pessoais também precisam se adaptar. Essa inconsistência pode causar um grande desconforto e em muitas vezes desanimar o empreendedor.

Solução: Esse problema pode ser combatido se você se assegurar de ter alguma economia guardada antes de começar um negócio próprio, isso ajudará a passar pelos momentos mais difíceis sem causar muito desconforto. Meu conselho? Exercite seus custos de vida mí­nimos e tenha, pelo menos, o valor de seis meses desse custo mí­nimo guardado para então se aventurar.

2. Relação de trabalho / recompensa

Ao trabalhar para outras pessoas, normalmente você é elogiado ou recompensado com base em suas realizações e esforços. Quanto trabalha-se para si mesmo, não há ninguém por perto observando e esperando para lhe dar algum bônus ou uns tapinhas nas costas, isso pode levar a uma falta de motivação e de interesse.
Trabalhar o seu psicológico para que você não precise de elogios ou necessite de alguém lhe cobrando resultados para que os mesmos venham é fundamental, o novo empreendedor precisa se lembrar que as recompensas virão a médio e longo prazo.

Solução: Isso pode ser superado quando se define algumas metas fundamentais para o negócio, e quando as mesmas forem atingidas, premie-se mesmo que seja com coisas simples e baratas, como ir ao cinema, ver alguns amigos, tirar algum tempo livre para cuidar de si mesmo, isso irá lhe motivar e você se sentirá compensado pelo trabalho feito até aqui.

3. As probabilidades estão contra você

Um fato que pode assustar o novo empreendedor é que pelo menos 50% das novas empresas fecham as portas dentro de cinco anos. Ficar confortável com a dura realidade de que seu negócio pode também dar errado é fundamental na vida de um empreendedor. As probabilidades estarão com você desde que decidiu abrir o próprio negócio, por isso é importante considerar como uma falha nos planos pode afetar você e todos os que te rodeiam, principalmente os que dependem de você e sua renda.

Solução: Os melhores empresários adaptam-se bem as falhas, e normalmente utilizam-na como motivação. Se eles falham, mantem seu espírito empreendedor e aprendem com o que deu errado, preparando-se melhor para as próximas batalhas.

4. Lidar com a negatividade não é para todos

Ninguém gosta de ouvir críticas sobre si mesmo ou de algo que você tenha feito, mas em uma “start-up” você precisa aprender a ouvir e acatar as crí­ticas, precisa saber ouvir.
Essa negatividade pode muitas vezes virem de pessoas mais próximas a você, seu parceiro, amigos ou talvez da famí­lia. Ignorar isso e continuar pensando para frente pode ser difí­cil, mas muitas vezes precisará ser feito e é, normalmente, uma das maiores causas de desistência dos novos empresários, que muitas vezes, não conseguem lidar com as tensões pessoais que um novo negócio cria.

Solução: Os empreendedores bem sucessidos ouvem todas as observações e avaliam a sua validade. Muitas vezes conseguir um consultor ou mentor pode ajudar a lidar melhor com o lado mental e emocional que as crí­ticas irão trazer para seu negócio.

 

5. Você não é o próximo Steve Jobs ou Mark Zuckerberg

Sim, ter um modelo, ou ler sobre os empresários bem sucedidos pode ser inspirador. Mas se você está começando a vida como empresário e já pensando em ser o próximo Jobs ou Zuckerberg, então você já está com problemas. Colocar outros empresários em um pedestal pode ser muito prejudicial pois constantemente você irá se comparar com eles, e irá sempre só olhar para o “glamour” de seus negócios, pouco se fala desses grandes empresários sobre o que sofreram para chegar onde estão, as falhas que tiveram, os erros que cometeram, muitos pediram falência ou sofreram problemas familiares e até mesmo acabaram com seus casamentos para fazer seus negócios darem certo.

Solução: Não se concentre em tornar-se o próximo empresário “rockstar”, foque em se tornar a melhor versão de você mesmo. Gaste tempo lendo as falhas e histórias obscuras de empresários além de ler somente as histórias de sucesso.

 

artigo original: site virgin