home Investimentos, Trader, Treinamentos Entendendo as divisas no FOREX

Entendendo as divisas no FOREX

Os pares de divisas lí­quidas

As divisas, tal como os tí­tulos de capital e obrigações, tem pares com muita liquidez e outros que não apresentam tanta liquidez. As divisas mais li­quidas são caracterizadas pela economia e sistema político estáveis do respectivo paí­s.

Desde a unificação das divisas europeias e a criação do euro, as divisas (moedas) e com maior liquidez são:

  • Dólar americano
  • Iene japonês
  • Libra esterlina
  • Euro
  • Dólar canadiano

Essas divisas englobam mais de 80% do volume cambial diário negociado pelo mundo.

Sí­mbolos cambiais

As divisas tem os seus próprios sí­mbolos que distinguem uma moeda de outra. No Forex, o preço de um par de divisas é simplesmente o valor de uma moeda em relação ao valor de outra. Um par de divisas inclui o “nome” de ambas as divisas, separado por uma “/”. O “nome” é um acrônimo de três letras. As primeiras duas letras, na maioria dos casos, identificam o país, enquanto a última letra indica a unidade de moeda para esse país.

Por exemplo,
USD = Dólar americano
GBP = Libra esterlina
JPY = Iene japonês
CAD = Dólar canadiano
CHF = Confederatio Helvetica (Latim, que significa Confederação suíça) Franco
NZD = Dólar neozelandês
AUD = Dólar australiano
NOK = Coroa norueguesa
SEK = Coroa sueca

Uma vez que o Euro Europeu não tem nenhum país especí­fico associado ao mesmo, é indicado apenas pelo acrônimo EUR.

Ao combinar uma divisa, o EUR, com outra, o USD, cria-se o par de divisas EUR/USD.

Moeda base e moeda cotada

 A moeda base é a primeira divisa num par. È sempre a divisa dominante no par. A moeda cotada é a segunda divisa num par de divisas.

O euro é a moeda base dominante em relação a todas as outras divisas globais. Por conseguinte, os pares de divisas em relação ao EUR serão sempre identificados por EUR/USD, EUR/GBP, EUR/CHF, EUR/JPY, EUR/CAD, etc. O acrônimo EUR aparecerá sempre em primeiro ligar na sequência.

A Libra esterlina está em segundo lugar na hierarquia das moedas dominantes. Os principais pares de divisas versus a GBP seriam assim identificados por GBP/USD, GBP/CHF, GBP/JPY, GBP/CAD. Para além do EUR/GBP, é normal ver GBP como a primeira moeda num par de divisas.

O USD é a moeda base dominante seguinte. USD/CAD, USD/JPY, USD/CHF seria a convenção normal de pares de divisas para a maioria das divisas. Uma vez que o EUR e a GBP são mais dominantes em termos de moedas base, o dólar é cotado como EUR/USD e GBP/USD.

Saber a moeda base é importante, uma vez que determina os valores das divisas (a nível teórico ou real) em câmbio quando é transaccionado um negócio cambial.

Entendendo o valor das divisas

Essa é a parte onde muitos iniciantes encontram a maior dificuldade para compreender o funcionamento do Forex, mas também é um princí­pio importantí­ssimo de se entender para que as operações venham a ter melhor chances de sucesso.

A moeda base é SEMPRE igual a uma unidade monetária da moeda transacionada (ou seja, 1 euro, 1 libra e 1 dólar).

Quando um investidor compra 100.000 EUR/USD, ele está a comprar (ou a receber) o Euro (a moeda base) e a vender (ou a pagar por) o USD (a moeda cotada). O valor da compra aqui é de exatos 100.000 Euros, fundos que ele deverá ter em alguma corretora que negocie moedas.

Embora a moeda base permaneça a um preço constante, a moeda cotada irá flutuar em função da taxa de câmbio para o par de divisas. È igual a:

(Montante da moeda base x taxa de câmbio do mercado)

Toda alteração incremental no preço de um par de divisas é denominada “pip“. Em todos os pares que excluem o JPY, um pip é igual ao quarto valor decimal de um par de divisas. Através da utilização de capitalização, os corretores podem ter ganhos ou perdas consideráveis a  medida que o preço varia em frações de um porcento.

Como os valores negociados são muito elevados, as corretoras, para facilitar as operações, oferecem a chamada ALAVANCAGEM, a qual nada mais é que um empréstimo que ela realiza com base no valor real depositado, ou seja, se você depositar 300 dólares americanos, e a corretora lhe der uma alavancagem de 50:1, você então terá de US$ 15.000 de margem para realizar as operações, o fato do Forex ser um mercado com essa possibilidade pode levar o investidor a ter grandes lucros mas também a encarar grandes perdas chegando a zerar por completo a sua conta, por isso, CUIDADO COM A ALAVANCAGEM.

sugiro dois ví­deos sobre o assunto:

Exemplificando

Digamos que uma corretora lhe fornece uma alvancagem máxima de 50:1 para contas padrão. A essa razão, uma posição de 100.000 EUR exigiria $2.400 de margem a uma taxa de câmbio de 1,2000. Isto é calculado tendo em consideração o equivalente em US$ de 100.000 EUR ou US$120.000 e dividindo esse valor pela alavancagem é de 50:1.

Margem solicitada = $120.000 / 50 = $2.400

Para determinar o valor de um pip para a transação acima, seria realizado o seguinte cálculo:
Valor em US$ = 1,20 x Montante do par da moeda base = $120.000
Valor em US$ – um pip = (1,20 – 0,0001) x Montante do par da moeda base = $119.990
O valor de um pip em dólares é igual a $120.000 – $119.990 ou $10.

A flutuação do preço determina se uma moeda está mais forte ou mais fraca. Quando um par de divisas muda de um preço baixo para um preço mais elevado, diz-se que a moeda base se fortaleceu ou ficou mais forte. Ou, a moeda cotada ficou mais fraca ou enfraqueceu a  medida que a moeda base foi ficando mais forte.

Se a taxa de câmbio EUR/USD mudar de 1,2000 para 1,2024, concluímos que o EUR ficou mais forte e que o USD ficou mais fraco. Porquê?

Ao analisar as taxas de câmbio (ou preços), uma ação para comprar o par de divisas implica a compra da moeda base, ou EUR, e a venda da moeda cotada, ou USD. Se um corretor compra EUR/USD a uma taxa baixa e vende a uma taxa mais alta, o corretor terá lucro. No entanto, se o corretor tiver comprado a um preço alto e vender a um preço mais baixo, terá uma perda.

Boa Sorte e Bons Trades!!!